Maranata significa o que?

Embora essa palavra seja encontrada no texto original em grego da Nova Aliança, ela não vem do grego, mas do aramaico. Quase tudo na Lei e nos Profetas (Tanakh) é escrito em hebraico, exceto por algumas partes que estão em aramaico, a maioria das quais estão em Daniel. A palavra “maran” significa Senhor, e “atha” significa venha.

 

A expressão “maranata” (1 Coríntios 16.22; Apocalipse 22.20) é um clamor de fé e oração pela vinda do Senhor, e geralmente é traduzida como “Venha, Senhor”! Isso está ligado às orações “Venha o teu reino” (Mateus 6.10) e “Bendito o que vem” (Mateus 23.39).

A história cristã conta que, antes do surgimento de Jesus, quando um judeu encontrava outro cumprimentava-o dizendo "Marãn", que quer dizer "Nosso Senhor virá". No entanto, após o aparecimento de Jesus, quando o mesmo judeu, agora convertido a Jesus, encontrava outro judeu, acrescentava a palavra Athá depois de Marãn, formando a expressão Marãn athá, que significa algo como "o Messias veio, está aqui e retornará". 

Embora essa palavra seja encontrada no texto original em grego da Nova Aliança, ela não vem do grego, mas do aramaico. Quase tudo na Lei e nos Profetas (Tanakh) é escrito em hebraico, exceto por algumas partes que estão em aramaico, a maioria das quais estão em Daniel. A palavra “maran” significa Senhor, e “atha” significa venha.

Nos profetas, há duas descrições da vinda do Messias. Uma é a versão “humilde” em Zacarias 9.9: “Eis aí te vem o teu Rei, justo e salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, cria de jumenta”. Entendemos pelos evangelhos que isso foi cumprido na entrada de Yeshua em Jerusalém antes da sua crucificação (Mateus 21.5).

A expressão maranata está presente na Bíblia Sagrada cristã, precisamente no livro de I Coríntios 16:22 - "Se alguém não ama ao Senhor, seja anátema. Maranata!" - em que foi utilizada pela primeira vez pelo apóstolo Paulo. A expressão maranata também era bastante utilizada durante os cultos sagrados para invocar a presença espiritual de Jesus Cristo durante as ceias. 

A outra descrição é o Messias em glória. Daniel 7.13: “Eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do Homem… Foi-lhe dado domínio, e glória…” No testemunho de Yeshua perante o sumo sacerdote (Mateus 26.64) e no seu sermão sobre o fim dos tempos (Mateus 24.30), ele se refere a si mesmo como o filho do homem vindo sobre as nuvens do céu em glória. Essas duas citações remetem à profecia em Daniel 7.

Essa passagem em Daniel está em aramaico e a palavra para “venha” é “atha”. O clamor de “Maranata” na Nova Aliança também é uma referência a Daniel 7. É, essencialmente, uma proclamação de fé, dizendo: “Yeshua, tu és o Senhor, o ‘Maran’. Cremos que virás “atha” em poder e glória sobre as nuvens do céu, conforme está descrito em Daniel 7.13-14. Estamos orando para que essas profecias sejam cumpridas e estamos te convidando para voltar.”


Imprimir   Email
Encontrou um erro de digitação? Por favor, selecione-o e pressione Ctrl + Enter.