Homens

Escrito por Elton Melo

Um ramo da teoria econômica e das ciências administrativas, diz que o ser humano é racional e que basta colocar a razão para funcionar e, pronto, as coisas acontecerão naturalmente. Mas o mundo é cheio de desafios e oportunidades. O ser humano não é tão racional quanto os manuais científicos gostariam. Há uma frase interessante, que diz que na tomada de decisões "os homens tomam somente suas necessidades em consideração, nunca as suas habilidades". O ser humano é um conjunto de emoções, sentidos e momentos e quem deseja ser um excelente administrador ou líder, deve sempre ter a noção que o sucesso está em lidar com PESSOAS e não com COISAS.

O ser humano é único e ele é quem consegue realizar o que tem que ser feito. Hoje estão sendo valorizados os estudos em que enxergam o ser humano como algo mais complexo, que possui uma esfera holistica (espiritual), mente = vontade, emoção e sentido, e, corpo (soma, isto é, aquilo que faz os planos e projetos serem colocados em prática.

Neemias foi um copeiro na corte do rei da Pérsia, por volta do ano 445 AC. Num determinado dia, ele recebe a notícia que a cidade dos seus pais, Jerusalém, a mais de 1500 quilômetros de distância, estava com os muros derrubados e o povo daquela cidade estava envergonhado. Ao longo dos treze capítulos do livro de Neemias, vamos como este homem nos deixa dez lições empreendedoras diante dos problemas:

  1. Ele percebeu havia uma crise - e toda crise tem oportunidade - só tem valor no mercado quem é capaz de pensar soluções para a crise;
  2. Ele percebeu que a solução do problema era mais complexa e que dependia das autoridades sobre a sua vida e também de muitas outras pessoas para realizar a tarefa, isso é liderança 360 graus - o relacionamento interpessoal é tão importante quanto o conhecimento teórico.
  3. Ele percebeu que para a solução era necessário um tempo de planejamento e gasta quatro meses, buscando como por em prática o seu plano;
  4. Ele percebeu que era necessário ser discreto, para não chamar atenção e inviabilizar o resultado antes de começar a fazer algo;
  5. Ele percebeu que antes das pessoas começarem a fazer qualquer coisa prática, era necessário motivá-las - sem motivação as pessoas não farão nada.
  6. Ele percebeu que era preciso saber lidar com as resistências externas e internas (críticas, invejas, dissimulações, zombarias, boicotes, oposições, confrontos, desânimos e egocentrismos) - uma boa ideia, por melhor que seja, sempre irá contrariar alguém e essas pessoas irão fazer de tudo para boicotar o seu trabalho.
  7. Ele percebeu a importância de organizar o processo produtivo, minimizando os custos e racionalizando a execução. Pôs as pessoas para fazer conforme as condições possíveis e na frente das suas casas; cada família fez uma parte dos muros. A isso chamamos de efetividade: a pessoa certa, no lugar certo, fazendo do jeito certo, com a motivação certa.
  8. Ele percebeu que na condição de líder precisava ser justo para com os trabalhadores, mas também com os gerentes e demais pessoas envolvidas no processo. Neemias não fazia média com as pessoas.
  9. Ele percebeu que todo erro ou desvio de conduta, precisa ser resolvido ainda no início. A sociedade cobrará um preço muito alto das empresas que se esquecem da ética nos negócios.
  10. Ele percebeu que embora seu conjunto de Competência, Habilidade e Atitude (CHA), fosse da melhor qualidade, não era suficiente para dar conta de tão grande tarefa, ele buscou recursos na sua parte holística (espiritual). O sucesso não ocorre para quem trabalha duro, nem para quem tem sorte, mas para aquele que tem fé ativa, prática. O mercado chama isso de intuição, mas nós chamamos de fé, que é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos (Hebreus 11.1). Diante do desafio ele afirmou: "O Deus dos céus fará que sejamos bem sucedidos. Nós, os seus servos, levantaremos e edificaremos": Neemias 2.20.

Estas 10 lições de Neemias marcaram a história e aqueles muros erguidos EM APENAS 52 DIAS, estão ainda de pé em Jerusalém. Neemias era um homem como outro qualquer. De copeiro da corte, foi promovido a governador - só há promoção para aqueles que solucionam problemas. Mas quero revelar a vocês o grande segredo de Neemias: ele sabia de onde vinha sua força.

Quando vocês estiverem enfrentando todos os problemas inerentes à vossa profissão e ao desafio de ser líder, lembrem-se que o ser humano não é apenas um amontoado de pele e ossos e que há algo maior dentro de você que transcende a lógica e a racionalidade administrativa. O segredo de Neemias era simples: A ALEGRIA DO SENHOR É A NOSSA FORÇA - Neemias 8.10.

Coloque Deus na frente dos seus planos e projetos e vocês conquistarão o mundo!


Palavra ministrada em 17/02/2017 aos formandos de Administração da FATEC (Curitiba) e na reunião de homens da Igreja Batista Independente de Curitiba, em 23/02/2017.